10.11.05

Nordestinados - Marcus Accioly

"§ O canto, grão-de-milho
Plantado em março,
Na pedra onde ele ocupa
Menor espaço,
E após dormir no dentro
Da própria pedra
O grão se torna flor
E o milho medra.

E medra o milho, o canto,
Da pedra áspera,
Bebendo o suor do sol,
A água escassa,
Descendo as suas raízes
Com tanto esforço
Qual se descesse um balde
Dentro de um poço.

Qual se cavasse a pedra
Dentro fechada,
Descendo as suas raízes,
A sua enxada,
Descendo a língua seca
Como uma ponte
Que atravessando a pedra
Acha uma fonte.

E penetrando a pedra
Encontra a água
Do regador oculto
Que a pedra guarda,
Do crivo que derrama
A água interna
E abre dentro da pedra,
Sua cisterna."

CANTOMILHO

In Nordestinados, Marcus Accioly,
Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 1971
pp. 136-137

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home