16.2.06

Vitruviano

Engaste, pedra e torso
em via férrea
ruflado em rédea
o cavalo vapor

Cavalga alcantilada
em simbiose argêntea
a diligência
do motor

Olha-o a ambigüidade
em carne e do metal
proporcionada
do animal

E nenhuma dor passiva
na passada
descarrilada
da locomotiva

Fê-la mais que nada
além da pata-quilo
esculturada
em Vênus de Milo

Feito impotente aos pés
ferro e ardósia
na ataxia
doutro Moisés

Desenfeixada a derme
no coice intento
ao monumento
lingual do germe

Eviscerada e rente
na quadratura
caricatura
enclenque e quente

Vai circunscrito
à rosácea esfera
em litosfera
de antanho atrito,

O vitruviano chão
laçado a nó
varrido a pó
da ilustração.


Lucas Tenório

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home